Bolonha

Cidade situada no Norte de Itália e capital da província da Bolonha. Localiza-se numa região de relevo suave, próxima da cadeia montanhosa dos Apeninos. A sua população total é de 369 000 habitantes (2004).
No século II a. C. constituía uma colónia romana. Com a queda deste império, passou a pertencer ao Império Bizantino. No século XII era uma cidade independente e muito próspera. Em 1506 esteve sob controlo papal. Entre 1796 e 1815, Bolonha foi ocupada por Napoleão Bonaparte; posteriormente, até 1859, pertenceu aos Estados Pontífices. Durante o período monárquico era um centro republicano emblemático e durante a Segunda Guerra Mundial foi intensamente bombardeada. Com o final do conflito tornou-se no centro do socialismo e do comunismo.
A cidade possui características tipicamente medievais no núcleo histórico. As ruas são empedradas, existem muitas praças e pequenas lojas. Em redor do centro desenvolvem-se as áreas mais modernas da cidade. Os seus principais monumentos são a Basílica de San Pietro, de estilo gótico, situada na Praça Maior; as igrejas de Santo Domingo e de São Francisco e o palácio do Rei Enzo, todos do século XIII. Nesta cidade existem ainda vários museus de pintura e de arqueologia etrusca.
É a partir desta cidade que a região comercializa os seus produtos agrícolas. Centro de cruzamento de diferentes meios de comunicação terrestres e marítimos, editorial e educativo, Bolonha possuiu a mais antiga universidade do Mundo ainda em funcionamento. Nela estudaram os poetas italianos mais famosos, como Dante e Petrarca. As suas indústrias são principalmente de maquinaria agrícola, de aço, química e alimentar.
Como referenciar: Bolonha in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-24 00:10:30]. Disponível na Internet: