Bonifácio II

Papa de origem germânica, era filho de Sigibuldo e seguiu a linha de conduta doutrinal dos papas que o precederam. Exerceu o papado de 22 de setembro de 530 a 17 de outubro de 532.
Como foi nomeado pelo seu antecessor, Félix IV, teve dificuldade em ser reconhecido, pois o clero e o Senado não queriam abdicar do seu poder de designação. Este facto agravava-se ainda mais porque o Senado tinha ameaçado seriamente os que aceitassem designações feitas em vida do antecessor. Um certo Dióscoro foi então eleito pelos opositores de Bonifácio, o qual veio a falecer em outubro.
Dada esta circunstância, Bonifácio acabou por ser unanimemente aceite e convocou um sínodo para declarar Dióscoro um antipapa e receber os votos de fidelidade dos que o tinham nomeado.
Em 531 convocou outro sínodo, tendo legitimado a nomeação do sucessor em vida e declarando que o seu seria Vigílio. O resultado deste sínodo acabou por ser anulado, dadas as revoltas que provocou.
Como referenciar: Bonifácio II in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-15 13:12:06]. Disponível na Internet: