Boris Trajkovski

Político macedónio nascido a 25 de junho de 1956, na aldeia de Murtino, perto de Strumica, na Macedónia.
De uma família metodista, Boris Trajkovski formou-se, em 1980, em Direito pela Universidade de St. Cyril and Methodius, em Skopje (capital do país), e especializou-se em Direito Comercial e do Trabalho, realizando várias visitas aos Estados Unidos da América, onde estudou Teologia para se tornar pastor metodista. Concluídos os estudos e devido às suas atividades religiosas, o governo comunista circunscreveu a sua ação ministerial a uma pequena aldeia afastada dos grandes centros urbanos. Com a liberalização política de 1980, passou a dirigir o departamento jurídico da companhia de construção Sloboda, em Skopje.
Depois da declaração de independência da Jugoslávia, em 1991, Boris Trajkovski começou a sua atividade política ao integrar o partido VMRO-DPMNE (Organização Revolucionária Interna da Macedónia - Partido Democrático para a Unidade Nacional Macedónia). Desempenhou então um papel essencial para o desenvolvimento das relações dos partidos com outros partidos políticos europeus, sendo designado presidente da Comissão das Relações Externas dos Partidos. Em 1997, foi Chefe do Pessoal da Câmara de Kisela Voda, um dos municípios de Skopje e, em dezembro de 1998, foi nomeado vice-ministro dos Negócios Estrangeiros. A 14 de novembro de 1999, ganhou as eleições presidenciais pelo partido VMRO-DPMNE ao derrotar Tito Petkovski por 52% de votos contra os 45% dos do adversário. A sua presidência ficou marcada pelas tensões entre os falantes eslavos da Macedónia e a minoria étnica albanesa durante a Guerra do Kosovo. Em 2001, o seu trabalho como moderador foi essencial para o acordo de paz com a NATO, que pôs fim aos conflitos que podiam desencadear numa guerra civil. Em 2002, recebeu o World Methodist Peace Award pelo seu empenho em promover a paz e a estabilidade política.
Boris Trajkovski faleceu a 26 de fevereiro de 2004, num acidente de aviação, num campo minado, perto de Mostar, a sul da Bósnia-Herzegovina, onde iria participar na primeira conferência internacional de investidores da Bósnia. Apesar das causas serem desconhecidas, pensa-se que terá decorrido da falha dos controladores aéreos do Aeroporto Internacional de Mostar.

Como referenciar: Boris Trajkovski in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-04-09 17:36:02]. Disponível na Internet: