Artigos de apoio

Brett Weston
Fotógrafo norte-americano, Brett Weston nasceu em Los Angeles, nos Estados Unidos da América, em 1911. Foi o segundo dos quatro filhos do fotógrafo Edward Weston, que viria a influenciar a sua entrada precoce no mundo da fotografia.
Aos 14 anos, abandona os estudos, para seguir como aprendiz do seu pai numa viagem pelo México. É nesta primeira incursão que produz as suas primeiras fotografias, recorrendo, para tal, a uma pequena câmara fotográfica Graflex. Com a orientação técnica do pai, e sob a influência de alguns artistas revolucionários contemporâneos, como Frida Kahlo, Diego Rivera ou Tina Modotti, o jovem Brett Weston experimentava e tentava pôr em prática tudo quanto aprendia. Apercebendo-se do potencial do filho, Edward Weston expõe alguns dos trabalhos do filho juntamente com os seus em várias exposições.
Uma dessas mostras foi a exposição internacional "Film und Foto", que se realizou na Alemanha, em 1929, e onde as suas fotografias se encontravam expostas ao lado de trabalhos de fotógrafos de renome como Man Ray ou Berenice Abbot.
Por esta altura, e com pouco menos de 20 anos de idade, as fotografias de Brett Weston já integravam importantes exposições, tanto nos EUA, como na Europa e no Japão.
Embora possuísse o seu estúdio pessoal em Los Angeles, realizou diversas viagens e fotografou por diversos países da Europa e do Japão. A primeira exposição individual de Brett Weston realizou-se em 1932 no Hawai. Em 1941, começa a trabalhar para a 20th Century Fox como operador de câmara, colaborando também como fotógrafo numa fábrica de aviação.
Entre 1950 e 1970 regista se uma mudança de estilo, passando as suas fotografias a caracteriza se por intensos contrastes e grande abstração.
Brett Weston, considerado um dos melhores fotógrafos norte americanos, desenvolveu uma precisão técnica e níveis de abstração e criatividade únicos, sendo considerado um marco na fotografia contemporânea.
Brett Weston morreu no Hawai em 1993.
Como referenciar: Brett Weston in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-03-25 07:51:48]. Disponível na Internet: