Bruno Bettelheim

Psicólogo de origem judaica, Bruno Bettelheim nasceu em 1903, em Viena. Filho de uma família judaica, viveu um ano nos campos de concentração nazis de Dachau e Buchenwald (1938-39). Após atravessar esta experiência traumatizante, Bettelheim emigrou e radicou-se nos Estados Unidos, construindo uma carreira notável como investigador, professor e psicólogo em prestigiadas instituições norte-americanas: Universidade de Chicago e Rockford College, entre outras. Retirou-se do ensino em 1973 e morreu em 1990.
Bruno Bettelheim especializou-se em psicanálise e ficou mundialmente conhecido pelos seus trabalhos sobre autismo infantil e pelo esforço que empreendeu no sentido de aliviar o sofrimento emocional e confusional de crianças perturbadas. Da sua extensa obra destacam-se duas publicações: um artigo de 1943 intitulado: Individual and Mass Behaviour in Extreme Situations, baseado na experiências que viveu nos campos de concentração nazis e no qual Bettelheim descreve os efeitos que o terror pode provocar na deterioração de uma personalidade; e The uses of Enchantement (Psicanálise dos contos de fadas), obra célebre que salienta a importância que os "contos de fadas" têm no desenvolvimento emocional das crianças.
Outras obras a destacar:
1950, Love Is Not Enough
1954, Truants from Life
1960, The Informed Heart
1967, The Empty Fortress
1967, Children of the Dream
Como referenciar: Bruno Bettelheim in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-11-24 20:18:53]. Disponível na Internet: