Buda Deitado, Polonnarua, Sri Lanka

O Buda Deitado é uma obra colossal talhada na rocha viva, transformado num local de peregrinação e de fé, distinto dos demais monumentos deste tipo pelas dimensões que apresenta e pelo seu exotismo.
Não se trata de uma mas de três estátuas gigantescas esculpidas na rocha em Polonnarua, datadas do final do século XII, com cerca de 15,20 metros de comprimento.
Ao ar livre estão representadas as figuras do Buda em meditação, a sua morte (Parinirvana) e o seu discípulo favorito Ananda, numa obra bastante arcaica relativamente à sua datação, o que parece ser intencional. Não há um grande contraste entre as estátuas de Shiva Natarâja e de outras divindades hindus, que terão sido executadas no Ceilão quando estava sob a dominação da dinastia Chola (933-1070), da Índia Sul. O contraste é encontrado por exemplo entre as dagaba de linhas puras e os templos hindus ostensivamente decorados. O Buda moribundo está deitado sobre o lado direito, numa posição oriental de fumar ópio, enquanto que o seu discípulo preferido está representado de pé com os braços cruzados, numa expressão impenetrável.
Este conjunto só é comparável aos milenários colossos de bronze de Daibutsu, no Japão, um conjunto de estátuas com cerca de 50 metros cada.
O Buda Deitado está ligado ao espaço classificado Património Mundial pela UNESCO da Cidade de Polonnarua.
Como referenciar: Buda Deitado, Polonnarua, Sri Lanka in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-25 12:00:25]. Disponível na Internet: