Bugs Bunny

Personagem do cinema de animação e da banda desenhada, Bugs Bunny surgiu nos Estados Unidos da América em 1939, sendo uma criação de Bob Clampett (argumento), Cal Dalton e Ben "Bugs" Hardaway (desenho).
A sua primeira aparição ocorreu no desenho animado Porky's Hare Hunt. Um ano depois, no filme A Wild Hare, de 1940, Bugs utilizou pela primeira vez a expressão que o imortalizou: "Ehh, what's up, doc?". Tornou-se, assim, numa vedeta da animação, participando em filmes realizados por Tex Avery para a Warner Brothers, assim como por Chuck Jones e Friz Freleng, outros dois nomes lendários da animação.
O sotaque de Brooklyn-Bronx, tipicamente nova-iorquino, conseguido pela voz do ator Mel Blanc, constitui uma das mais inconfundíveis marcas do coelho mais famoso do Mundo, que é protagonista de, pelo menos, quatro longas-metragens e 175 curtas-metragens de animação da Warner Bros. Ao longo dos anos, várias personagens conviveram com Bugs Bunny, como Elmer Fudd, Daffy Duck, Porky Pig, Sylvester, Tweety (Piu-Piu) ou Marvin (o marciano), em histórias com argumentos delirantes e ritmo estonteante. Para além de fazer muita paródia a atores e a personalidades célebres, Bugs recorre com frequência ao disfarce e à manha para escapar e, sobretudo, provocar os seus opositores, sejam caçadores ou bandidos, subvertendo a lógica das coisas. Em 1958, o filme Knightly Knight Bugs, de Friz Freleng, chegou mesmo a ganhar o Óscar para Melhor Curta-metragem. Em 1996, Bugs Bunny protagonizou, ao lado de Michael Jordan, o filme Space Jam, que mistura animação com imagem real. Em 2003, participou em mais um filme, Looney Tunes: Back in Action, onde contracenou com Brendan Fraser, Steve Martin, Heather Locklear, assim como com o cartoon Daffy Duck.

A sua adaptação para a banda desenhada aconteceu em 1941, dois anos depois da sua criação, no primeiro número da revista Looney Tunes and Merry Melodies, da Western Publishing. Em 1962, saiu a sua própria revista, para além de aparecer nas páginas de periódicos como Comics Digest, March of Comics e Super Comics.
Ao nível da imprensa quotidiana, as suas primeiras páginas dominicais datam de 1943, a que se seguiram as tiras diárias, sob distribuição da agência Newspaper Enterprise Association.
Entre 1941 e 1962 as suas histórias em BD foram desenhadas por Win Smith, Chase Graig e George Storm. Seguiram-se outros autores, como Lloyd Tune, Sid Marcus, Tom Packer, Mark Evanier, Don Christensen e Carl Fallberg nos argumentos, e Tom McKimpson, Phil Delara e John Carey nos desenhos.
Em 1990 a DC Comics produziu uma nova série de histórias em BD, incluindo os bebés Bunny.
Bugs Bunny é também conhecido como Pernalonga, sobretudo no Brasil, país onde está publicado em diversos periódicos.
Como referenciar: Bugs Bunny in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-22 14:49:52]. Disponível na Internet: