bumerangue

O bumerangue é um objeto de arremesso, usado como arma ou em práticas desportivas, que tem a particularidade de, depois de atirado, regressar sempre ao ponto de partida. Pode ser considerado o primeiro artefacto de voo controlado construído pelo Homem e a realização mais perfeita da técnica primitiva.
Foi inventado pelos aborígenes australianos, no entanto, objetos similares também fazem parte da cultura de povos africanos, europeus, americanos e indianos. A própria palavra bumerangue tem origem numa língua aborígene falada em Sydney, na Austrália. Pinturas com cerca de 30 mil anos mostram que já na altura os aborígenes australianos faziam uso deste tipo de objetos, embora o bumerangue mais antigo que tenha sido encontrado esteja datado de há 10 mil anos. Os primeiros bumerangues utilizados pelos aborígenes não regressavam à mão do lançador, destinavam-se à caça ou a lutas e podiam alcançar distâncias de cerca de 200 metros, girando com muita velocidade.
O bumerangue moderno é feito de madeira rígida e tem a forma de um "V" aberto (curvatura em hélice), com um ângulo que varia entre os 90 e os 160 graus. Tem, por norma, entre 30 e 75 centímetros. As extremidades do bumerangue de regresso são afiadas e uma das superfícies é lisa e a outra convexa. É esta última forma que permite que voe após ter sido segurado na vertical e atirado pela mão direita a girar numa linha paralela ao solo. Depois, já em pleno voo, inclina para o lado liso, sobe, curva à direita e ainda em curva regressa ao lançador. Com um bumerangue destes é possível atingir distâncias de cerca de 90 metros.
Os bumerangues sem regresso são mais retos, mais pesados e usados em caçadas, podendo atingir distâncias que variam entre os 60 e os 90 metros.
Atualmente, os bumerangues são feitos de fibra de vidro ou contraplacado e podem ter ângulos mais apertados, o que os leva a girar com mais força e a voar com mais estabilidade, especialmente quando está vento. Este desenvolvimento e a estandardização do objeto levaram a que nos anos 60 do século XX tenha sido criado na Austrália um desporto próprio.
Há organizações nacionais da modalidade em cerca de 25 países e um Campeonato do Mundo que se realiza de dois em dois anos. As provas tanto podem ser disputadas individualmente como em equipa e estão divididas em diversas categorias, como pontaria e distância, por exemplo.
Existe uma técnica específica para lançar o bumerangue com êxito, dependendo da direção e da força do vento. Nos EUA, é hoje ensinada em escolas como a Cleveland Boomerang School. Cada bumerangue tem uma forma única de voar e uma ciência difícil que a física ajuda a esclarecer. As forças em questão são várias, salientando-se as questões de ordem ambiental (efeitos do solo, velocidade do vento, turbulência, direção e rajadas), características fixas ou intrínsecas (a distribuição de peso nas asas e o peso total do bumerangue) e o contributo da pessoa que o usa (o movimento giratório, o ponto e ângulo de arremesso, a força de impulso e a velocidade direcionada).
Apesar da sua origem ancestral, o bumerangue pode ser considerado como resultante da fusão entre o tempo da Idade da Pedra e o da Era Espacial. Essencialmente constituído por duas asas de avião unidas ao meio, o seu movimento é explicado pela terceira Lei do Movimento de Newton (basicamente, para cada ação existe uma reação oposta na mesma medida), pela Lei de Bernoulli (em que um aumento da velocidade do ar reduz a pressão estática), pela estabilidade e pela pressão giroscópicas.
Como referenciar: bumerangue in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-21 22:03:46]. Disponível na Internet: