Cabul


Aspetos Geográficos
Capital do Afeganistão, Cabul situa-se na margem do rio com o mesmo nome, a 190 km a oeste do Passo de Khyber, num vale encaixado nas montanhas do Hindu Kush. Localiza-se a uma altitude de quase 1830 metros e possui quase 3 milhões de habitantes (2005).

História e Monumentos Cabul é uma cidade muito antiga, com mais de 3000 anos, palco de muitas lutas entre impérios dada a sua localização estratégica no âmbito das rotas da Ásia Central. Exemplo disso foi a passagem de Alexandre Magno pela região no século IV a. C. No ano de 674, a cidade foi tomada pelas invasões islâmicas e foi sucessivamente controlada por povos diversos nos séculos seguintes. Em 1504, o imperador indiano Babur fez dela a capital do Império Mongol. Em 1776, Timur Shah Durrani transformou a cidade na capital do Afeganistão moderno, transferindo-a de Kandahar. Em 1839, os britânicos usurparam o poder no país e em 1842, durante a primeira Guerra Afegã, Cabul foi ocupada e parcialmente destruída pelos britânicos. Acabou por ser reconstruída nos finais do século XIX pelo emir Abder-Rahman Khan. Durante o século XX, a história da cidade e do país também foi atribulada: ocupada pelos soviéticos em 1979, caiu nas mãos de milícias locais em 1992 e acabou por ser capturada pelos talibãs em 1996. Em 2001, os EUA invadiram o país e afastaram os talibãs do poder. Entre os seus principais monumentos, destacam-se o Museu Nacional, a Coluna da Independência (construída em 1919, após a terceira Guerra Afegã) e a Mesquita Id Gah.

Aspetos Turísticos e Curiosidades
A rua mais pitoresca da cidade, a Jodi Maiwand, alberga o maior e mais ativo bazar de Cabul, existindo muitos outros ao longo das suas outras ruas estreitas. Na parte velha da cidade, merecem ainda referência os mausoléus do imperador Babur, do rei Timur Shah e de Mohammad Nader Shah. Outros locais de interesse incluem o Kabul City Center (o primeiro centro comercial da cidade), o Jardim Zoológico, os Jardins de Babur e a Mesquita de Shah Do Shamshera, entre outras. Depois de décadas de destruição, a cidade encontra-se num processo de reconstrução e florescimento.

Economia
A cidade é o centro cultural e comercial do país, tendo como principais indústrias os têxteis, o calçado, a marcenaria e os acessórios para automóveis. O estado de guerra quase contínua que a afetou durante décadas condicionou de forma extrema o seu desenvolvimento económico. Contudo, os planos para a reconversão urbanística da cidade são ambiciosos. Há cada vez mais bancos instalados na cidade, assim como hotéis e outras empresas de diversas áreas. O sistema de transportes públicos está também em grande crescimento. As viagens para destinos longínquos são efetuadas através do aeroporto internacional de Cabul.
Como referenciar: Cabul in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-08 08:42:46]. Disponível na Internet: