cafeína

A cafeína, também conhecida por teína ou 1,3,7-trimetilxantina, é um alcaloide que se encontra em muitos vegetais, especialmente nos grãos de café (cerca de 1 a 1,5%), nas folhas do chá preto seco (cerca de 0,9 a 4,5%), nas folhas secas do café (cerca de 0,5 a 1%) e nas nozes da cola.
Quimicamente é uma ureída bicíclica, a trimetil-1,3,7-dioxi-2,6-purina.
É um composto sólido, de sabor amargo, que se apresenta na forma de agulhas brancas que fundem a 236,8 ºC. É solúvel em água, álcool, clorofórmio e outros dissolventes orgânicos.
A cafeína é geralmente obtida a partir do café ou dos resíduos da sua preparação por extração com água quente e dissolventes orgânicos.
Pode também ser obtida sinteticamente.
Na forma de sais tem grande aplicação em medicina, principalmente como excitante cardíaco, diurético e febrífugo.
Atua também como estimulante ao nível de vários sistemas fisiológicos: cérebro, centros respiratórios, rins e circulação.
Por isso se prescreve o café em casos de insuficiência cardíaca aguda, falhas respiratórias e circulatórias causadas por envenenamentos.
Como referenciar: cafeína in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-01-24 14:12:27]. Disponível na Internet: