camaleão (mitologia)

Na mitologia de muitas tradições antigas, o camaleão está ligado à criação do Mundo e às divindades mais poderosas, pelo facto de se acreditar ser um dos primeiros seres vivos. A sua capacidade de mudar de cor, de andar vagarosamente e de capturar as suas vítimas à distância distingue-o dos demais animais, e faz com que seja associado a poderes mágicos e a feitiçaria.
As características do camaleão são dúbias e bipolares. Muda de cor facilmente, o que faz com que tenha a capacidade de se adaptar às circunstâncias e de sobreviver pela dissimulação, mas ao mesmo tempo simboliza a hipocrisia, a falta de personalidade e de originalidade e a submissão à vontade alheia. A sua lentidão exagerada, literalmente de pé ante pé, dão-lhe fama de ser cauteloso, mas também o reputam de falta de capacidade de empreendimento ou inovação. A sua língua enorme que captura as suas presas à distância permite-lhe retirar facilmente sem afrontar e os seus olhos que perscrutam em todas as direções asseguram-lhe a imobilidade, a permanente observação sem se mostrar ou assumir.
Segundo algumas tradições, o camaleão é um atributo de deuses e é utilizado pelas divindades como mensageiro na sua comunicação com os homens, subindo ao topo das árvores e estando associado também ao raio e ao trovão, que pode invocar se alguém lhe fizer mal. Nas tradições dos povos pigmeus, foi o camaleão que retirou da árvore da vida o primeiro homem e a primeira mulher juntamente com a primeira água da terra. Foram os filhos deste casal que deram origem a todas as raças da terra e das sementes da árvore inicial surgiram todas as outras árvores do mundo. O camaleão deu o nome a todos os animais do mundo que vieram dos céus. No Alto Volta, bem como em várias tradições africanas, o camaleão tem poderes relacionados com a fecundidade e é utilizado em muitos preparados medicinais. Está também relacionado com o sol e o arco-íris, aqui novamente como intermediário entre o céu e a terra. Nas tradições vodus africanas é representado com um sol na boca. Pela sua lentidão, acredita-se que o camaleão é ideal para ir buscar a morte mas também, segundo algumas tradições, pelo facto dela existir, já que encarregado pelos deuses de comunicar aos homens que estes eram imortais, atrasou-se e os deuses vingaram-se de e tornaram os homens mortais.
Como referenciar: Porto Editora – camaleão (mitologia) na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-01-20 20:08:17]. Disponível em