Cantinflas

Ator mexicano de comédia, Mario Moreno Reyes, nascido a 12 de agosto de 1911 na Cidade do México, foi o homem que ficou conhecido como o Cantinflas, a famosa personagem encarnada por este ator cómico, um dos mais célebres de toda a história do cinema da América Latina. Mario Moreno desistiu dos estudos para se juntar a um grupo itinerante de artistas de variedades, onde foi bailarino, músico, acrobata, cómico e pantomineiro. Abandonou o grupo para ser ator em peças de teatro de variedades, e foi aí que começou a desenvolver a personagem de Cantinflas, que aparece logo no seu primeiro filme, No te Engañes Corazón, datado de 1936, e que se afirma no filme Ahí Está el Detalle (1940). O seu carácter cómico reside não só na extraordinária caracterização física que ficará como a sua imagem de marca - as calças sempre a quererem cair, o lenço que usa atado ao pescoço, o chapéu de feltro e o bigodinho fino, que aparece apenas nos cantos da boca - mas também na sua forma de falar, por vezes atabalhoada, com frases entrecortadas e sem sentido, falando muito sem dizer quase nada e repleta de expressões características da linguagem popular. Esta figura evoca carinhosamente e de uma forma cómica o típico homem do povo de um México pobre, os seus problemas e aspirações em geral, um enorme respeito pela sua cultura e uma bondade natural. Cantinflas tornou-se uma personagem mundialmente conhecida, ultrapassando as fronteiras da língua espanhola, e até Charles Chaplin se contava entre os seus fervorosos admiradores. Em 1956, estreia-se no seu primeiro filme americano, Around the World in Eighty Days (A Volta ao Mundo em Oitenta Dias), que ganhará o Óscar para o Melhor Filme, e em que desempenha o papel de Passepartout, o leal criado de Phileas Fogg. Depois da rodagem do filme Pepe (1960), também nos Estados Unidos da América, regressa definitivamente ao México, onde continuou a ser uma lenda viva, protagonizando êxitos como Por Mi Pistolas (As Minhas Pistolas, 1967), Conserge en Condominio (Às Ordens de Vosselência, 1973) e El Patrulero 777 (O Polícia 777, 1977). Ao longo da sua carreira, participou em cerca de 49 filmes e cinco curtas-metragens. Em 1982, retirou-se do mundo do cinema, interpretando El Barrendero (O Varredor, 1982). Conhecido pela sua enorme generosidade, contribuiu para inúmeras causas humanitárias no seu país. Morreu a 20 de abril de 1993 na Cidade do México.
Como referenciar: Cantinflas in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-22 10:55:43]. Disponível na Internet: