Canuto, o Grande

Rei da Inglaterra, da Dinamarca e da Noruega (c.995-1035), Canuto, ou Knut, tendo recebido o cognome de o Grande, pelo facto de ter sido um dos monarcas mais poderosos do seu tempo, nasceu em 995, na Dinamarca, partindo mais tarde para a Inglaterra, onde viveu no seio da população dinamarquesa ali estabelecida, e casou-se em 1017 com a viúva daquele que foi o seu maior inimigo até então, o inglês Etelredo. Nesse ano tornou-se o rei da Inglaterra. No ano seguinte, 1018, com a morte de seu irmão Haroldo, que reinava na Dinamarca, uniu as duas coroas e tornou-se soberano do reino bicéfalo anglo-dinamarquês. Entre 1026 e 1028 foi também rei da Noruega, depois de ter batido militarmente o rei Olavo, o Santo.
Canuto foi um soberano prudente e observador dos costumes dos povos que governava, como os anglo-saxões na Inglaterra, para o que procurou apoiar-se no clero inglês e tentou reconciliar vencedores e vencidos, ou seja, dinamarqueses e anglo-saxões. Faleceu em 1035, e o seu reino nórdico não lhe sobreviveu, já que antes mesmo de morrer o dividiu pelos seus três filhos.
Como referenciar: Porto Editora – Canuto, o Grande na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-27 05:07:59]. Disponível em