Capela de S. Pedro

A serrana cidade beirã de Seia possui uma pequena e harmoniosa igreja do período românico, a Capela de S. Pedro, objeto de reforma nos meados do século XVI e de alguns acrescentos posteriores, que lhe alteraram parte do seu antigo encanto medieval.
Em ambos os lados do portal nobre podem ler-se duas lápides com inscrições, revelando épocas diferentes de construção do pequeno templo. A primeira apresenta caracteres góticos e afirma que "esta capela fez Tomás Lereno". Por outro lado, a segunda inscrição é do século XVI e testemunha o ano da sua nova reforma, o ano de 1542. Salienta-se da sua pouco significativa frontaria a bem aparelhada, simples e altiva torre sineira.
O interior da pequena capela é coberto por uma abóbada de berço polinervurada, com um fecho central moldurado por florão, inscrevendo-se no centro deste uma Cruz de Cristo. As nervuras são pontuadas por quatro fechos menores, formando um elegante jogo de linhas arqueadas e círculos escultóricos. Repousa esta cobertura abobadada em mísulas, decoradas com relevos que mostram duas máscaras antropomórficas, uma cabeça de ave e uma coroa.
O frontal de altar da capela tem parte de revestimento com belos azulejos hispano-árabes do século XVI; no espaço que compreendia a estrutura retabular subsistem alguns vestígios de pintura a fresco.
Como referenciar: Capela de S. Pedro in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-24 06:22:58]. Disponível na Internet: