Capela Scrovegni (Pádua)

A capela Scrovegni é uma pequena construção situada em Arena, ou circo romano, na antiga cidade de Pádua. A ideia da sua construção ficou a dever-se a Henrique Scrovegni entre os anos de 1303 e 1305 com o propósito de alcançar o perdão dos pecados cometidos pelos seus pais, que Dante coloca no inferno entre os usurários.
Encarregues da sua decoração estavam dois dos artistas mais importantes da época: o escultor Juan de Pisa e o pintor Giotto, que já tinha alcançado fama nessa altura.
Para além da escultura, a capela Scrovegni tornou-se famosa pela sua pintura. Como este espaço é mais pequeno que o da basílica franciscana de Assis, o pintor teve que diminuir o tamanho das representações. No entanto, pôde desenvolver as cenas e composições com imensas figuras colocadas de forma harmoniosa. Giotto pintou neste espaço 62 quadros com cenas da vida da Virgem, cenas da vida de Cristo, cenas representando vícios e virtudes e um Juízo Final, que são uma síntese dos trabalhos, dores e alegrias do Homem. Baseando-se no Protoevangelho de S. Jaime as cenas sugerem o gozo do encontro e reconciliação, o sentimento da maternidade e do nascimento. A história de São Joaquim e de Santa Ana é a personificação da Humanidade. Cenas como a Deposição e o Calvário, já representadas na Idade Média, ganham com Giotto uma nova humanidade.
Como referenciar: Capela Scrovegni (Pádua) in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-17 10:52:24]. Disponível na Internet: