Carcarinídeos

Família de animais de vida aquática com esqueleto cartilagíneo do filo dos cordados, da classe dos peixes cartilagíneos ou condríctios e da ordem dos pleurotrematos, que está dividida por uma série de espécies. Ao género Carcharhinus pertence um grupo de tubarões a maior parte dos quais agressivos para os humanos.
Entre os exemplos de carcarinídeos está: o tubarão-cinzento-dos-recifes (Carcharhinus amblyrhynchos), que frequenta só recifes coraligenos e pode ser encontrado ao largo dos declives externos expostos ao mar alto onde se mostra mais ou menos territorial. Este tubarão costuma anunciar os seus ataques com um específico comportamento agressivo. Entesa os músculos peitorais, arqueia o corpo e nada em círculos à volta da vítima antes de atacar e morder; o tubarão-prateado (Carcharhinus albimarginatus) é uma espécie que se pode encontrar facilmente ao largo das costas, na proximidade de recifes e na plataforma continental. Alimenta-se normalmente de lulas e peixes. Embora não seja especificamente agressivo é temido pelos humanos dada a sua presença nas águas costeiras; o tubarão-barrena (Carcharhinus maculipinnis), que é o tubarão desta família mais perigoso para os humanos. É também conhecido por tubarão-de-ponta-negra. Quando morde uma vítima crava-lhe os seus dentes acerados na carne e realiza com o corpo um movimento circular, esquartejando parte da sua presa e deixando aberta uma ferida característica; o tubarão-bracilargo (Carcharhinus largimanus), cujo nome se deve ao enorme comprimento das suas barbatanas peitorais. É uma das espécies mais representadas no mar alto. Raramente se aproxima da costa. Pode encontrar-se tanto perto da superfície como a uma profundidade de cerca de cento e oitenta metros.
São ainda desta família os tubarões que se encontram na costa portuguesa como, por exemplo, a espécie Carccharhinus limbatus que tem os dentes das duas maxilas de forma idêntica, o dorso castanho e manchas negras nos extremos. As barbatanas dorsais peitorais e anal, como no lobro da barbatana caudal. Pode atingir o comprimento de dois metros.
A espécie Carchaahinus obscurus, conhecida por faqueta, tem os dentes das duas maxilas de forma diferente. O dorso é acinzentado ou acastanhado e a face ventral esbranquiçada. Pode atingir os três metros e sessenta centímetros de comprimento. Aproxima-se da costa com frequência.
Como referenciar: Carcarinídeos in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-04-04 19:03:46]. Disponível na Internet: