Carlos Fino

Jornalista português, nascido em 1949, em Lisboa, viveu a sua infância em Fronteira, no Alto Alentejo.
Apesar de licenciado em Direito, acabou por optar pela carreira de jornalista, na qual se estreou no início dos anos 70.
Destacou-se como repórter de televisão, ao serviço da Radiotelevisão Portuguesa. Começou a ser conhecido dos portugueses através do trabalho que desenvolveu em Moscovo, na ex-União Soviética, onde era correspondente do canal estatal português. Foi correspondente na era do presidente Leonid Brezhnev, que terminou em 1982. Regressou depois a Portugal mas, em 1985, com a chegada de Mikhail Gorbachev à liderança da União Soviética, voltou a Moscovo como correspondente da RTP. A partir da capital soviética acompanhou as grandes mudanças políticas que se operaram na época que levaram aos desmantelamentos da União Soviética e ao renascimento da Rússia.
Posteriormente, regressou a Portugal, mantendo-se sempre como jornalista da RTP.
No canal estatal apresentou telejornais e desempenhou cargos de chefia. No entanto, destacou-se principalmente como correspondente de guerra. Assim, esteve presente na primeira guerra da Chechénia, em 1994, no Kosovo, em 1999, e no Afeganistão, em 2001. Carlos Fino movimentou-se com bastante à-vontade nestes cenários de guerra por saber falar russo, língua que aprendeu enquanto trabalhou em Moscovo.
Em março de 2003, quando começou a Guerra no Iraque, Carlos Fino estava destacado pela RTP em Bagdade. Na altura em que as forças norte-americanas iniciaram os bombardeamentos, na madrugada de 20 de março, o jornalista estava a transmitir em direto a partir da varanda do quarto do hotel onde ficou hospedado. Foi o primeiro jornalista do mundo a noticiar o acontecimento e com imagens em direto através de videofone. Este feito foi destacado em diversas televisões internacionais e teve grande repercussão no Brasil, onde Carlos Fino se tornou famoso. Foi convidado a participar em diversos programas brasileiros.
Carlos Fino publicou um livro intitulado A Guerra em Direto, cujo lançamento teve lugar a 3 de novembro de 2003, em Lisboa, e que se insere na coleção "Média Hoje" da Editorial Verbo. É um livro sobre experiências vividas pelo jornalista quando se encontrava em trabalho nas guerras do Médio Oriente, do Afeganistão e do Iraque. Relata as condições de trabalho, os aspetos da vida local e reflete sobre as dificuldades de comunicar ao grande público tudo aquilo que os jornalistas experienciam como correspondentes de guerra.
Como referenciar: Carlos Fino in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-17 02:11:47]. Disponível na Internet: