Artigos de apoio

Cartier-Bresson

Fotógrafo francês, Henri Cartier-Bresson nasceu em 1908, em Chateloup, na França, e faleceu a 2 de agosto de 2004, em Céreste, também na França. Embora só tivesse começado a fotografar em 1931, a formação para a imagem de Cartier-Bresson teve o seu início num espaço de tempo que vai de 1927 a 1929, quando estudou pintura com o artista plástico André Lothe.
Em 1932 expõe as suas fotografias na galeria de Julien Levy em Nova Iorque. A partir desta data é contratado pela revista Harper's Bazaar, este facto leva-o a realizar reportagens e a adotar a profissão de fotojornalista.
Numa das suas várias viagens a diversos pontos do Mundo, conhece Paul Strand nos Estados Unidos da América. Este fotógrafo americano introduz Cartier-Bresson na fotografia de cinema. Quando regressa a França, assiste o cineasta Jean Renoir e realiza alguns documentários. Outra faceta na obra de Cartier-Bresson são os comoventes retratos de artistas da época, como Matisse, Braque, Truman Capote, Claudel, entre outros, que faz sob encomenda.
Relevante também, na vida de Cartier-Bresson, é a fundação, juntamente com os fotógrafos G. Rodgers, R. Capa e D. Seymour da agência cooperativa Magnum. Esta cooperativa tinha como objetivo principal a preservação dos direitos dos fotojornalistas sobre as suas imagens.
Aposentado da fotografia nos anos 70, Cartier-Bresson dedicou-se definitivamente àquela que foi desde sempre a sua grande paixão, a pintura.
Como referenciar: Cartier-Bresson in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-09-20 14:18:56]. Disponível na Internet: