Casa de João, ""o Velho"" ou dos Arcos

A Casa dos Arcos ou de João, "o Velho", assim denominada por ter pertencido a um célebre navegador local, é um edifício construído no século XV e que terá sofrido influências galegas. Está situado no Largo do Instituto Histórico do Minho, agora sede da Associação dos Reformados e Pensionistas em Viana do Castelo.
A Casa dos Arcos foi remodelada internamente para receber em 1914 o Instituto Histórico do Minho, o que levou à sua descaracterização. Foi classificada como Monumento Nacional em 1926, integrando uma Zona Especial de Proteção desde o ano de 1973.
O piso térreo forma um alpendre composto por vários arcos, estruturas arquitetónicas que integravam a antiga e envolvente arcada da "Praça Velha". Subsistem três arcos, o da frontaria de volta perfeita, encimado por uma composição escultórica rude, bastante gasta e que é formada por dois homens-tenentes segurando um brasão heráldico. Este piso é constituído por uma cantaria rústica de pedra aparelhada, tendo ainda um mascarão esculpido. O piso superior é rasgado por duas formosas janelas retilíneas com caixilhos cruciformes, sobrepujadas por beiral saliente. O cunhal da fachada é marcado por cantaria aparelhada.
As duas fachadas laterais, superiormente caiadas, são marcadas, ao nível do piso inferior, por dois sólidos e rudes arcos ogivais.
Como referenciar: Casa de João, ""o Velho"" ou dos Arcos in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-14 01:08:07]. Disponível na Internet: