Castelo de Aljezur

A posição vulnerável da fortificação de Aljezur num cabeço proeminente destacado na paisagem aplanada terá favorecido, segundo as crónicas, a sua conquista aos mouros em meados do século XIII. A ela ficou ligada a memória de D. Paio Peres Correia grande empreendedor da estratégia militar de ocupação das fortalezas do Algarve, ação essa que se terá processado no sentido este-oeste.
O Castelo terá sofrido amplas obras de restauro e melhoramento no tempo de D. Dinis que lhe concedeu foral em 1280, e mais tarde, no tempo de D. Manuel, em simultâneo com o novo foral.
A planta da fortificação é poligonal, restando alguns panos de muralha e a torre principal cilíndrica, em aparelho irregular.
Apresenta atualmente um estado avançado de ruína para o qual contribuiu muito a incúria do tempo e dos homens e, sobretudo, os efeitos do terramoto de 1775.
Como referenciar: Castelo de Aljezur in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-06 11:10:19]. Disponível na Internet: