Castelo de Ródão

Situado no extremo sul da Serra das Talhadas ou Serra de S. Miguel, sobranceiro ao Tejo e ao monumento geológico denominado Portas do Ródão, o castelo medieval implanta-se a 315 metros de altitude no interior do recinto muralhado dominado por um afloramento granítico.
Presume-se que remonte ao século VII a edificação do castelo. Em meados do século XVIII, o castelo é utilizado como base de artilharia para proteção da passagem do Tejo.
A torre de vigia, de planta retangular e volume paralelepipédico, é desprovida de cobertura. O recinto muralhado possui traçado ovalado irregular, muralha parcialmente desmoronada e constituída por dois panos de cantaria com enchimento ciclópico, conservando ainda vestígios de construções constituídos por pequenos blocos graníticos.
Extramuros, a cerca de 150 metros, situa-se numa cota mais baixa a Capela de Nossa Senhora do Castelo.
Como referenciar: Porto Editora – Castelo de Ródão na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-20 23:41:56]. Disponível em