Catalina Pestana

Provedora da Casa Pia de Lisboa, Maria Catalina Batalha Pestana nasceu em 1946. Viveu no Barreiro e fez o liceu em Setúbal, antes de ir estudar para a universidade em Lisboa. Catalina Pestana é licenciada em Filosofia pela Universidade de Letras de Lisboa.
Aos 24 anos, quando era professora de um colégio feminino, foi uma das organizadoras de férias para filhos de presos políticos, passando a ser vigiada de perto pela PIDE.
Em 1975, assumiu a direção do Colégio de Santa Catarina, em Lisboa, pertença da Casa Pia. Exerceu estas funções durante cerca de doze anos, até 1987, naquele que era o único estabelecimento misto da instituição. Entretanto, em 1982, concluiu o mestrado em Psicologia Educacional.
Depois de deixar a direção do colégio casapiano começou a dar aulas de Análise Sócio-Histórica da Educação na Faculdade de Motricidade Humana. Embora mantendo as funções de docente, entre 1990 e 1993, foi coordenadora nacional do Projeto Vida de Prevenção da Toxicodependência em Meio Escolar. Esta função foi exercida no âmbito do Programa de Promoção e Educação para a Saúde, do Ministério da Educação.
A partir de 1998, passou a exercer o cargo de diretora do Plano para a Eliminação de Exploração do Trabalho Infantil, o que aconteceu durante quatro anos.
Em finais de 2002, Catalina Pestana foi escolhida pelo Ministério da Segurança Social e do Trabalho, liderado por Bagão Félix, para ser a provedora da Casa Pia de Lisboa, em substituição de Luís Rebelo, exonerado em finais de novembro de 2002. Na tomada de posse, a 5 de dezembro de 2002, estiveram presentes o então Primeiro-Ministro Durão Barroso e o Ministro da Segurança Social e do Trabalho, Bagão Félix. Catalina Pestana manteve sempre a atividade de professora enquanto desempenhou outros cargos.
Como referenciar: Catalina Pestana in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-19 17:14:54]. Disponível na Internet: