cataratas do Iguaçu

Originalmente denominadas cataratas del Iguazú, são um conjunto de quedas de água no rio Iguaçu (bacia do Paraná), situadas no Parque Nacional do Iguaçu, no Brasil, e no Parque Nacional de Iguazú, na Argentina, ocupando no conjunto uma extensão de 250 mil hectares de floresta protegida. Estes dois parques passaram a ser considerados Património da Humanidade, respetivamente em 1984 e 1986.
As cataratas têm cerca de 300 quedas, com altura superior a 70 metros e estendem-se ao longo de 2,7 km do rio Iguaçu. A maior de todas, denominada Garganta do Diabo, é em forma de U, tem 150 metros de largura e marca os limites entre a Argentina e o Brasil. Estas quedas de água, cuja descarga é de aproximadamente 5000 m3/s, foram descobertas em 1541 pelo conquistador espanhol Álvaro Nuñes Cabeza de Vaca, governador da colónia de Prata, quando descia em piroga o rio Iguaçu em busca de uma passagem para Assunção, no Paraguai.
Devido ao facto de esta região ser de grande beleza, ela é procurada por turistas de todo o mundo; serviu de "palco" para a rodagem de filmes como A Missão, realizado em 1986 por Roland Joffé.
É possível percorrer tranquilamente a pé um trilho de 2 km na margem brasileira do rio Iguaçu para admirar toda a beleza das cascatas situadas do lado argentino. Também é possível subir o rio em botes de borracha até à base das quedas de água ou sobrevoar as quedas de helicóptero a uma altitude de uns escassos 150 metros.
Como referenciar: cataratas do Iguaçu in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-08 05:48:47]. Disponível na Internet: