Cate Blanchett

Atriz australiana, Catherine Elise Blanchett nasceu a 14 de maio de 1969, em Melbourne. Filha de pai norte-americano, o seu primeiro contacto com o mundo cinematográfico deu-se aos 18 anos quando estava de férias no Egito e foi convidada para ser figurante numa cena de multidão. Inscreveu-se então no curso de Artes Dramáticas do Australia's National Institute of Dramatic Arts, de onde saiu em 1992 para entrar no prestigiado grupo teatral australiano Sydney Theatre Company. Estreou-se num pequeno papel com a peça Top Girls (1992). Rapidamente o seu talento a projetou para o desempenho de papéis mais importantes, tendo vencido em 1993 um prémio para melhor promessa teatral. No ano seguinte, deslumbrou o público de Sydney pela sua prestação ao lado de Geoffrey Rush na peça Oleanna, de David Mamet, que lhe valeu o Prémio para Melhor Atriz Teatral do ano. A estação televisiva ABC reparou no seu potencial e convidou-a a protagonizar a minissérie dramática Heartland (1994). Em seguida, rodou o filme australiano Police Rescue (1994). Até 1996, continuou a pisar os palcos, intercalando os projetos teatrais com aparições cinematográficas em filmes como Parklands (1996), Paradise Road (1997) e Thank God He Met Lizzie (1997). As portas abriram-se para uma carreira internacional com o êxito de Oscar and Lucinda (1997), um drama onde faz par romântico com Ralph Fiennes no papel de uma rica herdeira que adquire o vício do jogo. No filme britânico Elizabeth (1998), interpretou de forma magistral o papel da rainha Isabel I, que sobrevive numa corte dominada pela intriga e pelo protocolo, vendo-se obrigada a escolher entre o trono e o pretendente à sua mão (Joseph Fiennes). A força que emprestou à sua personagem levou-a a arrecadar o Globo de Ouro para Melhor Atriz Dramática e, apesar de ser a favorita, perdeu o Óscar de melhor atriz para Gwyneth Paltrow. A partir daí, protagonizou filmes como An Ideal Husband (1999), Pushing Tin (1999), ao lado de Angelina Jolie e Billy Bob Thornton, e Bangers (1999). Voltou a convencer a crítica pelo seu pequeno, contudo, marcante desempenho em The Talented Mr. Ripley (O Talentoso Senhor Ripley, 1999). Protagonizou em seguida o thriller sobrenatural The Gift (O Dom, 2000), ao lado de Giovanni Ribisi. Mais recentemente, pudemos vê-la em Bandits (Bandidos, 2001), Charlotte Gray (2001), The Shipping News (2001) e no mega-êxito comercial The Lord of the Rings: The Fellowship of the Ring (O Senhor dos Anéis: A Irmandade do Anel, 2001), no papel de Galadriel, rainha dos Elfos, personagem que retomou em The Lord of the Rings: The Two Towers (O Senhor dos Anéis: As Duas Torres, 2002) e The Lord of the Rings: The Return of the King (O Senhor dos Anéis: o Regresso do Rei , 2003). Marcou também presença no último filme de Ron Howard The Missing (Desaparecidas, 2003) e, em 2004, fez de Katharine Hepburn em The Aviator (O Aviador), um filme dirigido por Martin Scorsese, papel pelo qual ganhou o Óscar de Melhor Atriz Secundária. Em 2008, Cate Blanchett integrou o elenco do filme The Curious Case of Benjamin Button (O Estranho Caso de Benjamin Button), filme realizado por David Fincher e baseado no conto homónimo de F. Scott Fitzgerald. Blanchett interpreta o papel de Daisy, a esposa de Benjamin Button.
Como referenciar: Cate Blanchett in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-15 09:00:50]. Disponível na Internet: