Artigos de apoio

Catedral de Siena
A catedral de Siena apresenta uma conjugação de variados estilos, pois a sua construção arrastou-se durante cerca de trezentos anos, do século XIII ao século XV. A parte inferior da sua fachada, de tripla arcada e três portais, românica, contém estátuas de Giovanni Pisano, cujos originais se encontram no Museu da Fábrica Metropolitana. A parte superior do frontispício, de estilo gótico flamejante, é da autoria de Giovanni Cecco, e o remate das três cúspides ornadas com mosaicos de 1877 são de Castellani. Na cúspide que coroa o espaço central está representada "A última ceia" no vitral da rosácea. O campanário foi desenhado por Agostino di Giovanni e Agnolo di Ventura.
No interior da planta de cruz latina, é notável o trabalho dos mármores coloridos, que repete esquemas já usados na fachada, e o pavimento produzido pelos artistas Giovanni di Stefano, Neroccio di Bartolomeu, Antonio Federighi (Pinturicchio), Francesco de Giorgio e Domenico Beccafumi, que utilizaram a técnica dos embutidos (1372 e 1562).
O altar-mor é da autoria de Baldassare Peruzzi (1532) e o tabernáculo é atribuído a Vecchietta (1467-1472), que ocupou o lugar da Majestade de Duccio di Buoninsegna.
Encontra-se esta catedral no designado Centro Histórico de Siena, local classificado Património Mundial pela UNESCO em 1995.
Como referenciar: Catedral de Siena in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-01-21 10:39:51]. Disponível na Internet: