cerebelo

O cerebelo é uma estrutura nervosa, fazendo parte da porção do sistema nervoso central situado no interior da caixa craniana, ao nível da zona occipital.
Constitui a zona posterior e inferior do encéfalo, estando situado na fossa cerebral posterior, atrás da protuberância anular e do bolbo raquidiano.
A localização e o formato do cerebelo fazem com que este pareça ligeiramente destacado do restante cérebro. Estas duas estruturas são separadas pela comissura transversal, estando o cerebelo unido ao cérebro pelos dois pedúnculos cerebelares superiores, que convergem em direção ao mesencéfalo, formando os bordos da porção protuberante do quarto ventrículo. Entres estes pedúnculos superiores, pode ser encontrado um prolongamento do cerebelo, denominado de válvula de Vieussens, com o formato de uma lâmina delgada, prolongando-se até aos tubérculos quadrigémeos posteriores. Através dos pedúnculos cerebelares médios, o cerebelo une-se à zona da protuberância anular e da Ponte de Varólio, enquanto que os pedúnculos cerebelares inferiores se fixam ao bolbo raquidiano.
Anatomicamente, o cerebelo tem um formato ovalado, ligeiramente achatado no sentido superior-inferior. Apresenta dois lóbulos laterais ou hemisférios cerebelosos, unidos por um terceiro lóbulo, situado na porção intermédia, denominado de Vérmis.
Tal como no restante cérebro, também no cerebelo a matéria cinzenta encontra-se externamente à substância branca, formando uma zona cortical. O córtex apresenta prolongamentos, semelhantes a ramos de uma árvore, para o interior da substância branca, motivo pelo qual era designado de arbor vitae, isto é, árvore da vida.
O tronco cerebral constitui um importante ponto de ligação de estruturas nervosas centrais, sendo formado pelo bolbo cerebral, protuberância anular, pedúnculos cerebrais, pedúnculos cerebelosos superiores e tubérculos quadrigémeos.
O cerebelo desempenha funções associadas ao controlo dos movimentos, garantindo a harmonia das movimentações comandadas pelo cérebro. Regula ainda o tónus muscular, intervindo também na manutenção do equilíbrio.
O surgimento de perturbações do funcionamento do encéfalo (doenças degenerativas ou tumores, por exemplo) é geralmente possível através da observação de problemas de coordenação da marcha ou dos movimentos.

Como referenciar: cerebelo in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-05 14:28:58]. Disponível na Internet: