Charles Jourdan

Criador de sapatos francês, nascido em 1883, em França, e falecido em 1976, fundou em 1921, na cidade gaulesa de Romans, na região do Drôme, uma fábrica de sapatos, depois deixar o seu emprego de contramestre nos estabelecimentos Grenier.
Aos 38 anos, lançou-se por conta própria na produção e venda de sapatos, tendo para o efeito criado a marca "Seducta". Charles Jourdan investiu todo o seu dinheiro numa fábrica que na altura empregava 30 pessoas e produzia 40 pares de sapatos de mulher por dia. Os sapatos "Seducta" eram feitos à mão através de um processo meticuloso, onde eram utilizados materiais finos. Já depois da Segunda Guerra Mundial, os três filhos de Charles (René, Charles Jr. e Roland) começaram a trabalhar na empresa. René tratava da administração, Charles Jr. do fabrico e Roland do design. A produção aumentou, especialmente na década de 50. A produção de sapatos atingia, na época, os 900 pares por dia, graças ao desejo feminino de possuir calçado luxuoso, exclusivo e de qualidade, numa altura, em que a moda começou a permitir mostrar mais as pernas.
Charles Jourdan abriu, em 1957, a primeira loja em Paris e lançou a marca Charles Jourdan, pondo de parte o nome "Seducta". O sucesso foi de tal ordem que as portas da loja tiveram de ser fechadas várias vezes no dia da abertura por já não caberem mais clientes. Só entrava quem tivesse um bilhete. No final da década de 50, a marca Charles Jourdan tornou-se numa cadeia internacional com a abertura de estabelecimentos em Londres, em Munique, e em Nova Iorque. Entretanto, através de diversas parcerias comerciais, fez proliferar o nome Charles Jourdan na Europa. Em 1959, a Charles Jourdan ficou licenciada para fazer sapatos da marca Dior. Todas as lojas Charles Jourdan tinham a particularidade de serem decoradas no interior seguindo um estilo moderno, recorrendo a montras atraentes e a coleções variadas e sofisticadas de sapatos.
Na década de 60, a Charles Jourdan cresceu muito a nível de popularidade graças a imaginativas campanhas publicitárias. Pela primeira vez na história da publicidade as imagens deixaram de incidir principalmente no produto a vender. Aliás, muitas vezes os sapatos nem sequer apareciam nos anúncios e o nome Charles Jourdan era relegado para um canto.
Aproveitando o sucesso da marca, a Charles Jourdan, ao longo da década de 70, lançou-se noutros produtos e começou, a partir de 1978, já depois da morte do fundador, a propor nas suas lojas uma linha completa, que incluía carteiras, malas de viagem, joias, óculos, gravatas, relógios, pronto-a-vestir e perfumes. Em finais da década de 70, obteve licença para fazer produtos Pierre Cardin.
Apesar da morte do seu criador, a empresa continuou a prosperar e, entre 1980 e 1983, apareceram os primeiros produtos da marca francesa dedicados ao homem. Em 1984, o nome "Seducta", que tinha desaparecido em 1957, foi recuperado, numa altura em que a casa já tinha uma imagem mais tradicional. A cidade de Romans, em 1986, decidiu homenagear o criador Charles Jourdan e atribuiu a uma rua local este nome de sucesso.
Em 1997, a Charles Jourdan foi a primeira marca de topo de produção de sapatos a criar um site na Internet, numa altura em que continuava a expandir o negócio para terras distantes como Koweit, Dubai, Qatar, São Petersburgo e Moscovo, estando presente atualmente em mais de 110 países.
Como referenciar: Charles Jourdan in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-08 11:31:58]. Disponível na Internet: