cibercafé

Espaço público, baseado no conceito análogo ao de outros espaços públicos temáticos, que consiste na disponibilização de serviço normal de cafeteria associado à possibilidade simultânea de utilização de computadores ligados à Internet. Apareceram maioritariamente em Inglaterra em meados da década de 90 como forma de disponibilização de acesso à Internet às massas, num ambiente de café, familiar ao potencial utilizador - por forma a desdramatizar a utilização de novas tecnologias por parte de leigos na matéria ou simples curiosos. Através de um custo de utilização (normalmente tarifado à hora ou frações desta), permitiram a muitas pessoas o primeiro acesso a uma tecnologia amplamente mediatizada como nova e revolucionária. O seu carácter comercial rapidamente se diluiu criando verdadeiros locais de culto para uma geração de adolescentes, devido às estratégicas localizações destes estabelecimentos (perto de escolas, locais predominantemente frequentados por jovens, etc.). Após a ascensão inicial e devido à rápida evolução em termos de oferta de serviços de acesso à Internet, seguiu-se um declínio natural mas contrabalançado por um número grande de entusiastas que encontram no local não apenas um simples computador e um café mas um espaço de convívio fraterno entre entusiastas da Internet e da tecnologia de redes de computadores.
Como referenciar: cibercafé in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-07-09 03:03:42]. Disponível na Internet: