clarke

Unidade de cálculo da abundância de um elemento na crosta terrestre. Expressa-se normalmente em partes por milhão, e podemos considerar um jazigo mineral como uma formação geológica em que a concentração de algum ou alguns dos elementos é superior ao clarke correspondente.
Clarke (1847-1937), chamado o pai da geoquímica, propôs para a crosta terrestre, uma média química baseada em 5159 análises. Os oito elementos mais abundantes da crosta terrestre (O, Si, Al, Fe, Ca, Na, K e Mg) representam no seu conjunto, em massa, 98% do total. O que quer dizer que os outros elementos químicos são muito raros na superfície terrestre. A ordem de abundância é muito diferente, pelo que se conclui que os elementos economicamente correntes são não só raros, mas menos abundantes que os outros.
Como referenciar: clarke in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-02-24 14:05:08]. Disponível na Internet: