Claudio Monteverdi

Compositor italiano do final do Renascimento. Nasceu em 1567, em Cremona, no Ducado de Milão, e morreu em 1643, em Veneza. Foi o grande impulsionador da ópera, para além de introduzir um novo espírito na música religiosa.
Começou a estudar música com o diretor musical da Catedral de Cremona, Marcantonio Ingegneri, revelando-se um excelente aluno. Pouco depois, o livreiro mais famoso de Veneza publicou os seus dois primeiros livros de madrigais. Em 1590, ficou ao serviço do duque de Mântua, Gonzaga, tendo ocupado esse cargo durante vinte anos.
Monteverdi mostrou como a filosofia da sua música poderia ser utilizada na composição de pequenas áreas, de duetos e de ensembles, e de como seria possível uni-la com a expressividade recitativa, menos em voga no início do século XIX. Os seus trabalhos mais importantes incluem as óperas La Favola d'Orfeo (1607), Il Ritorno di Ulisse in Patria (1641) e L'Incoronazione di Poppea (1642); e as composições dramáticas Il Ballo delle Ingrate (1608), Tirsi e Clori (1616) e La Vittoria d'Amore (1641).
Como referenciar: Claudio Monteverdi in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-10 16:43:12]. Disponível na Internet: