Clemente VI

Papa francês, nascido em 1291, em Maumont (Limousin), era filho de Rosier d'Égletons e chamava-se Pedro Roger.
Em 1301 ingressou num mosteiro beneditino, tendo sido chanceler do rei Filipe VI, que apoiou a sua eleição com todas as forças.
Foi eleito em 7 de maio de 1342, governando até 6 de dezembro de 1352. Contrariamente ao pontífice anterior (e foi por esta mesma razão que o elegeram unanimemente) era pródigo e amigo de lautas festas e do fausto, tendo gasto quantias incomensuráveis de dinheiro nestes prazeres. Isto foi, obviamente, motivo de grandes críticas dirigidas ao papa. Também do tesouro papal saíram setenta e oito mil, seiscentos e cinquenta e dois florins para comprar o condado de Vanaisin e a cidade de Avinhão à rainha Joana de Nápoles, com a intenção de tornar o papa dono e todo-poderoso do sítio onde residia. Este facto tornou Avinhão uma cidade central e muito concorrida, tendo o pontífice mais despesas ainda com as luxuosas receções políticas. Assim, instituiu que os pecúlios das nomeações de bispos entrassem diretamente para os cofres da Igreja, entre outras medidas.
Este pontífice repetiu a sentença de excomunhão e afirmou a deposição do imperador Luís da Baviera, a 13 de abril de 1346, pela bula Olim videlicet. Um ano depois Luís morreu, sendo reconhecido o entretanto eleito Carlos IV.
Favorecendo o rei Filipe VI com as rendas dos dízimos clericais, empréstimos e outras beneficiações, o papa conseguiu o antagonismo da Alemanha e da Inglaterra, juntando-se ao descontentamento as medidas tomadas em relação às nomeações episcopais. Foi assim que o rei inglês Eduardo III elaborou os estatutos Provisores, de 1351, e Praemunire (1353), que proibiam aos bispos de Inglaterra o contacto com o papa sem autorização do rei e a disposição direta do pontífice sobre as rendas do clero.
Contudo, o papa falou contra a escravidão dos habitantes das terras recém-descobertas, tendo também aliviado a miséria dos desgraçados, vítimas de fome e da crise de peste de 1348.
Como referenciar: Clemente VI in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-17 00:18:42]. Disponível na Internet: