clivagem

A clivagem é um bom carácter para identificar minerais, principalmente aqueles que não estão, morfologicamente, perfeitamente desenvolvidos. A clivagem depende da estrutura interna do cristal e é constante para um determinado mineral. Os planos de clivagem são orientados no sentido da menor coesão, isto é, no sentido das ligações mais frágeis entre cada unidade da estrutura cristalina. Observa-se facilmente partindo um mineral. Por vezes obtêm-se porções limitadas por todos os planos de clivagem. Em alguns minerais, as características de todas estas direções de clivagem são as mesmas (ex.: calcite, halite, etc.), noutros as características destes planos de clivagem são diferentes, o que significa que o mineral deve o seu nome à sua clivagem característica: a ortoclase tem direções de clivagem perpendiculares, a plagioclase oblíquas e a euclase cliva perfeitamente.
Na prática distinguem-se os seguintes graus de clivagem:
- excelente, quando o mineral cliva em finas lamelas num único sentido, como, por exemplo, a grafite, o gesso, a clorite, a moscovite, etc.; - muito boa ou perfeita, quando o mineral cliva em formas regulares delimitadas por planos de clivagem (ex.: formas cúbicas como a galena e a halite, formas romboédricas como a calcite, etc.);
- boa, quando no mineral os planos de clivagem são menos visíveis e nem sempre perfeitamente definidos (ex.: feldspato, anfíbolas e piroxenas);
- imperfeita, quando a clivagem não se manifesta nitidamente; os planos de separação apresentam em geral uma superfície desigual (ex.: enxofre, cassiterite, apatite, etc.);
- muito imperfeita, quando não há clivagem; nestes minerais, o que se observa é a fratura.
A forma elementar que se obtém clivando os minerais denomina-se sólido de clivagem e também pode servir para caracterizar o tipo de clivagem.
Como referenciar: clivagem in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-01-24 14:23:24]. Disponível na Internet: