Co Adriaanse

Treinador holandês de futebol, Jacobson Adriaanse nasceu a 21 de julho de 1947, em Amesterdão.
Licenciou-se em Educação Física e chegou a dar aulas no ensino básico, antes de se dedicar ao futebol.
Adriaanse iniciou a sua carreira de treinador na temporada 1979/1980 num modesto clube holandês, o Zilvermeeuwen. Orientou esta equipa até 1983, seguindo-se os também holandeses Pec Zwolle e FC Den Haag, até 1992. Na temporada 1992/93, Co Adriaanse passou a estar ao serviço do Ajax, o maior clube holandês e um dos mais famosos do mundo. O treinador ficou responsável pelas camadas jovens da equipa de Amesterdão durante quatro anos. O Ajax é conhecido por ter uma das melhores escolas de formação de jogadores do mundo e na década de 90 lançou diversos jogadores de nomeada.
Em 1997/98, Adriaanse voltou a orientar uma formação de seniores, Willem II, ao serviço da qual esteve três temporadas, até 1999/2000. Em 1998/99, obteve a sua melhor classificação, ao levar o Willem ao segundo lugar do campeonato holandês.
No ano 2000 Adriaanse regressou ao Ajax, desta vez para treinar a equipa principal, tendo levado o clube ao terceiro lugar do campeonato. Na temporada seguinte, 2001/2002, o técnico holandês só orientou a equipa até à 14.ª jornada, já que foi despedido por não estar a obter bons resultados. Foi substituído na orientação do clube por Ronald Koeman, que viria a ser treinador do Benfica.
Regressou ao ativo logo em 2002/2003, desta vez à frente do AZ Alkmaar, clube para o qual já havia trabalhado na formação e como observador na época 1983/1984.
Em 2004/05, o AZ Alkmaar chegou às meias-finais da Taça UEFA, a segunda mais importante prova europeia de clubes. O clube holandês acabou por ser eliminado pelo Sporting, orientado por José Peseiro. No campeonato, o AZ Alkmaar ficou em terceiro lugar, melhorando assim as prestações das duas temporadas anteriores. O trabalho desenvolvido por Adriaanse, apesar de nunca ter ganho títulos, chamou a atenção dos dirigentes do Futebol Clube do Porto, que o contrataram para orientar a equipa de futebol na temporada 2005/06. Na equipa portuense impôs o seu estilo de disciplinador e tomou algumas decisões polémicas, como o afastamento do capitão, Jorge Costa, da equipa titular. A 9 de agosto de 2006, Co Adriaanse demitiu-se do FCP, devido a desentendimentos que vinha tendo com o clube.
Como referenciar: Co Adriaanse in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-04-25 12:44:07]. Disponível na Internet: