Coco Chanel

Empresária do mundo da alta-costura e da perfumaria, Coco Chanel nasceu em 1883, em França, foi batizada como Gabrielle Bonheur Chanel, e passou uma infância difícil na região de Auvergne. Viveu com os tios depois de ter ficado órfã aos seis anos. Foi criada segundo uma maneira muito tradicionalista, mas aos 16 anos mudou-se para Paris, com a ajuda de um oficial de cavalaria milionário, e passou a conviver com a alta sociedade. Como não gostava dos espampanantes chapéus com plumas de avestruz da época, montou uma pequena loja e passou a desenhar os seus próprios chapéus. Mais tarde, em 1914, abriu um estabelecimento maior em Paris.
A sua carreira de estilista tinha sido iniciada aos 26 anos, mas foi só durante a Primeira Guerra Mundial que começou a ser conhecida, por ter desenhado os fatos de trabalho fabril para as mulheres que substituíram os homens que partiram para combater.
Na sua loja, Coco Chanel vendia roupa simples e confortável para mulher e alcançou grande sucesso porque foi de encontro às necessidades da época. A casa Chanel, em cerca de cinco anos, tornou-se numa das mais conceituadas de Paris, graças à introdução de diversas novidades a nível de vestuário. Coco Chanel apresentou roupas mais masculinas para as mulheres, tentando assim torná-las mais livres e independentes. As suas criações eram tão caras como as da concorrência, mas serviram de inspiração para a confeção, por particulares, de peças acessíveis a quase toda a gente.
Em 1921 lançou o mundialmente famoso perfume Chanel n.º 5, que na altura representou uma viragem no mercado, devido ao nome simples e à forma do frasco, de linhas retas, pouco usuais na época.
Coco Chanel resolveu retirar-se do negócio em 1938 e esteve ausente durante cerca de quinze anos do mundo da moda, tendo reaberto o seu espaço em Paris em 1954 para ajudar a fazer subir as vendas dos perfumes com a sua marca. Na época lançou ainda uma coleção de fatos que não convenceu a crítica, mas pouco tempo depois muitos costureiros já imitavam estas peças. Na época, Coco Chanel tentou combater a predominância dos vestidos muito apertados na cintura.
Na década de 60 não apresentou grandes novidades e optou por refinar o seu estilo, que consistia em blusas sem gola, saias levemente cintilantes e bainhas que nunca subiam do joelho. Entre as suas clientes mais famosas contam-se mulheres como a princesa Grace e as atrizes Marlene Dietrich e Ingrid Bergman.
Coco Chanel faleceu em 1971 com o estatuto de uma das mais influentes criadoras de moda de sempre em todo o mundo, graças à opção por um estilo simples, mas com classe.
Como referenciar: Coco Chanel in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-02-25 03:45:50]. Disponível na Internet: