Código Deontológico do Jornalista

Documento aprovado em 4 de maio de 1993, em Assembleia Geral do Sindicato de Jornalistas, e que tem como objetivo estabelecer as regras e princípios pelos quais o jornalista se deve orientar no exercício da sua função. Neste contexto, incumbe, nomeadamente, ao jornalista relatar os factos com rigor e exatidão, combater a censura e o sensacionalismo, utilizar meios leais para obter informações, assumir a responsabilidade por todos os seus trabalhos e atos profissionais, identificar corretamente as fontes, presumir a inocência dos arguidos até trânsito em julgado da sentença, não fazer qualquer discriminação em função de cor, raça, religião, nacionalidade ou sexo, respeitar a privacidade dos cidadãos, salvo quando esteja em causa interesse público, e recusar funções e tarefas suscetíveis de pôr em causa a sua independência e integridade profissional.
Como referenciar: Código Deontológico do Jornalista in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-13 15:23:25]. Disponível na Internet: