combustíveis

Um combustível consiste num produto orgânico facilmente inflamável que liberta calor ao arder. Dividem-se, por um lado, em sólidos, líquidos e gasosos, e, por outro, em naturais e artificiais.
São combustíveis sólidos: o carvão, a hulha, a lignite, a madeira e a turfa. Como combustíveis líquidos temos: o petróleo, o álcool, o benzeno, o óleo diesel, a gasolina, o gasóleo e o fuel. Finalmente, como combustíveis gasosos temos: o gás natural, o gás de gasogénio, a lignite- gás de destilação lenta, o gás de cidade e o gás de forno de coque.
Os combustíveis como a madeira e óleo foram substituídos pelos combustíveis fósseis desde o século XVIII. Os combustíveis são substâncias que podem combinar-se com o oxigénio, libertando energia com elevação de temperatura. Se estas substâncias se formaram devido à fossilização, em tempos geológicos recuados, de matéria orgânica, denominam-se combustíveis fósseis e são atualmente os mais utilizados. São combustíveis fósseis os carvões (hulha, antracite, lignite e turfa), o petróleo bruto e o gás natural. Por refinação do petróleo obtêm-se diversos tipos de combustíveis gasosos, como o metano, o etano, o propano e o butano, e combustíveis líquidos, como a gasolina, o gasóleo, o petróleo de iluminação e os fuelóleos.
Os combustíveis fósseis são recursos geológicos não renováveis porque os processos geológicos para a sua formação são muito mais lentos que o seu consumo pela sociedade.
Devido ao esgotamento crescente das reservas de petróleo, torna-se necessário recorrer a combustíveis alternativos. São já diversos os países que utilizam estes combustíveis como alternativa aos combustíveis fósseis.
O Brasil, a Colômbia, entre outros países, já utilizam o álcool veicular e o biodiesel como combustível alternativo.
As primeiras plantas para a produção de álcool veicular a serem instaladas foram adquiridas na Índia.
O Brasil apresenta uma experiência de 30 anos na produção de etanol em grande escala a partir da cana-de-açúcar, sendo atualmente o maior produtor mundial. Pode-se também obter etanol a partir da fermentação das uvas e do milho.
As vantagens do uso do etanol são as baixas emissões e um elevado índice de octanos o que melhora o rendimento.
As desvantagens são o arranque a frio, o preço e só apresenta 70% de autonomia.
O biodiesel é produzido a partir de óleo vegetal (girassol, amendoim, etc.).
As suas vantagens são as baixas emissões e constituir uma energia renovável. A principal desvantagem é a eficiência do motor (5-10%).
São vários os países interessados na implementação de programas de eficiência energética no setor da produção de óleo de dendê e desenvolvimento de tecnologias para a geração de eletricidade em pequena escala a partir de biomassa, como solução para regiões isoladas.
Ainda como alternativa aos combustíveis fósseis têm-se desenvolvido também os combustíveis nucleares usados para a produção de energia elétrica. Estes sofrem fissão nuclear produzindo energia. O combustível nuclear mais usado é o urânio.
Como referenciar: combustíveis in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-10 05:38:27]. Disponível na Internet: