complexo de Édipo

O complexo de Édipo foi identificado pelo psicanalista austríaco Sigmund Freud, no decorrer de uma das fases do nosso desenvolvimento psicossexual. Está-se a falar da fase fálica que acontece por volta dos 3 anos e em que se forma a identidade masculina. É a fase do início da excitação sexual, na qual a criança centra o seu prazer na estimulação das zonas genitais do seu corpo, ou seja, neste caso no órgão sexual masculino.

Ele acreditava que todas as crianças sofriam um conflito interior quase totalmente inconsciente: o desejo de possuir o elemento do sexo oposto e, simultaneamente, a vontade de eliminar o rival do mesmo sexo, por quem experimenta sentimentos ambivalentes de amor e ódio. No caso de um filho rapaz, a relação do menino com a mãe aprofunda-se cada vez mais, mas o menino rapidamente se apercebe que tem um grande rival, que é o pai, formando-se, deste modo, uma relação triangular.

Na fantasia da criança, a relação triangular consiste em: o pai é quem fica com a mãe e impede o rapaz de realizar o desejo inconsciente de ter a mãe como ele quer. Assim, o rapaz investe intensamente na mãe, criando sentimentos ambivalentes de raiva e ódio e de ternura e carinho em relação ao pai.

A criança fantasia com a morte do pai e como o quer eliminar, pensa que este também lhe deseja o mesmo. Esta situação conflituosa cria nele o receio de ser castrado pelo pai (complexo de castração). Este complexo na criança vai terminar com o processo de identificação que se faz pela interiorização das imagens paternais idealizadas.

Como a ansiedade de castração, o amor e medo pelo pai e o amor e desejo sexual pela mãe não podem ser resolvidos, a criança inicia o processo de identificação com o modelo parental do mesmo sexo. Assim, é o medo da castração que leva o rapaz a resolver o seu dilema, ou seja, o complexo de Édipo resolve-se pela frustração, isto é, pela frustração de saber que não vai ter a mãe porque ela é do pai.

O complexo de Édipo é o acontecimento mais importante da nossa evolução psíquica, porque é a sua resolução que completa a constituição de todas as instâncias (Id, Ego e Super-Ego) do nosso aparelho psíquico.


Como referenciar: complexo de Édipo in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-09-30 17:44:28]. Disponível na Internet: