Conchobar

Também apelidado de Conchobhar e Conor mac Nessa ("Conor filho de Nessa"), este herói da mitologia celta era considerado filho do druida Cathbad e da princesa do Ulster, Nessa, mas também do rei do Ulster, Fachtna Fathach. Reinou sobre o Ulster e sobre Emain Macha.
Irmão (ou pai) de Dechtine, mãe de Cu Chulainn, às vezes é mencionado como um deus da terra. Nasceu no mesmo dia de Jesus Cristo e era relacionado com o calendário e as celebrações do ano novo. Durante a festa de Samain, nas calendas de inverno, era ele quem oferecia a comida, e dava alimentos e bebida para uma noite a cada um dos 365 homens que moravam no seu palácio.
Este deus-herói era chamado de touro da província, assim como os seus súbditos, talvez porque o touro era o animal que em muitas civilizações simbolizava a dominação dos guerreiros ou então devido à tradição irlandesa de que os criadores de gado, os bó-aire, pagassem uma renda pela concessão feudal em forma de gado que o senhor conferia. Foi pela primeira vez rei do Ulster quando depôs Fergus mac Roich, marido da sua mãe Nessa, apesar dos esforços desta para o dissuadir.
Tencionava casar-se com Deirdre, sua protegida, mas ela fugiu com Naoisi, por quem se tinha apaixonado, e os irmãos dele para Alba. Ele perseguiu-os e depois de matar os raptores, apesar de ter prometido não o fazer, possuiu-a.
Conchobar é apresentado tanto como um justo governante e corajoso guerreiro como agindo implacavelmente e sem escrúpulos.
A sua morte deu-se ao ter conhecimento da crucifixão de Cristo.
Como referenciar: Conchobar in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-05-27 16:46:47]. Disponível na Internet: