contratransferência

A contratransferência é um conceito psicodinâmico fundamental na técnica psicanalítica. Entende-se por contratransferência as emoções que o terapeuta experimenta no decorrer de uma análise, em relação ao paciente, e que são relacionadas com circunstâncias sentidas na sua própria vida, que o afetaram consciente e inconscientemente.
Tal como os pacientes têm transferência, os terapeutas e analistas têm contratransferência, já que todo o relacionamento atual é uma nova edição de antigos relacionamentos e este aspeto será igualmente válido para o analista.
Assim, a contratransferência no analista e a transferência no paciente são essencialmente processos idênticos, ou seja, cada qual inconscientemente experiencia o outro como sendo alguém importante do seu passado. A diferença está em que o analista tem consciência disso e sabe manusear os seus sentimentos na relação terapêutica. Mas enquanto a transferência é matéria a ser "trabalhada" na análise, sendo alvo de discussão, a contratransferência é controlada pela vigilância interna do analista, que sabe da emergência de sentimentos positivos e negativos em relação ao paciente e pensa sobre eles, permitindo que possa identificar a origem destes sentimentos dentro de relações passadas do paciente, o que o pode ajudar a descobrir fonte de conflitos na vida do paciente.
Para Freud, a contratransferência define-se por ser a transferência do analista em relação ao paciente ou a resposta do analista à transferência do paciente, ou seja, a reação emocional, controlada, consciente e adequada do terapeuta ao paciente. A contratransferência é um importante instrumento de diagnóstico terapêutico, que informa o analista do mundo interno do paciente.

Como referenciar: contratransferência in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-04-10 04:25:55]. Disponível na Internet: