Convenção de Badajoz

Convenção assinada a 16 de fevereiro de 1267, pelo rei de Castela Afonso X e pelo rei de Portugal D. Afonso III, que estabelecia que daí para a frente o rei de Portugal renunciava a quaisquer direitos sobre os territórios entre os rios Guadiana e Guadalquivir a favor do rei de Castela. Estabeleceu como sendo o rio Guadiana, desde a confluência do rio Caia até à foz, a fronteira entre os dois reinos. A norte de Elvas as povoações de Arronches e Alegrete pertenciam a Portugal, Marvão e Valença de Alcântara ficavam sob a posse do rei de Leão. Por esta convenção Afonso X renunciava definitivamente ao reino do Algarve. Após esta convenção bastou a inclusão da comarca de Ribacoa, no reinado de D. Dinis, para termos todo o atual território nacional.
Como referenciar: Convenção de Badajoz in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-21 23:12:35]. Disponível na Internet: