cordados

Com 47 200 espécies conhecidas, este grupo animal é um dos três filos mais numerosos (os outros são os artrópodes e os moluscos). Dele fazem parte três subfilos: Cephalochordata, de que é representante o anfioxo, Tunicata, de que é exemplo a Ascídia, e Vertebrata que inclui peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos.
Todos os cordados possuem celoma, simetria bilateral e um certo grau de segmentação interna. Além destas características, todos possuem, pelo menos nos primeiros estádios do seu desenvolvimento, uma estrutura firme e flexível em forma de corda, situada dorsalmente em relação ao tubo digestivo, denominada notocórdio ou corda dorsal. Constitui uma estrutura de suporte ou esqueleto interno. Na maioria dos Vertebrata o notocórdio, muito antes de o animal atingir o estado adulto, é substituído por uma coluna vertebral.
Na região dorsal, e sobre o notocórdio, possuem um cordão nervoso tubular (tubo neural) que se dilata na parte anterior, constituindo a vesícula cerebral.
Na parte anterior do tubo digestivo, pelo menos em determinado estado do seu desenvolvimento, todos os cordados possuem fendas branquiais. O aparelho circulatório dos cordados é fechado e possui secções contrácteis, situadas ventralmente, que impulsionam o sangue para a região anterior. Com exceção de uma pequena minoria, de que é exemplo o Homem, todos os cordados possuem cauda provida de esqueleto axial e de músculos próprios.
Como referenciar: cordados in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-14 15:34:34]. Disponível na Internet: