Cornelis Floris de Vriendt

Arquiteto e escultor flamengo, Floris de Vriendt, também conhecido por Cornelis Floris de Vriendt, nasceu em 1514, em Antuérpia, e morreu em 1575, na mesma cidade, na Bélgica. Descendente de uma família de conhecidos construtores flamengos foi, juntamente com o seu irmão o pintor flamengo Frans de Vriendt (1516-1570), um dos principais introdutores do Renascimento no Norte da Europa.
Ambos os irmãos estudaram arte em Roma, tendo contactado com os artistas do Renascimento italiano e transportado os novos conceitos para a sua terra. Foi responsável pelos túmulos dos reis dinamarqueses Frederico I e Cristiano II e pelo monumental tabernáculo da Igreja de San Leonardo em Léau, Bélgica (1552).
A sua principal realização foi a Câmara de Antuérpia (1561-65), onde faz uma reinterpretação dos palácios renascentistas florentinos introduzindo elementos do gótico flamengo e que se tornaria um modelo para as Câmaras dos Países Baixos. Este foi considerado um dos principais edifícios do renascimento flamengo.
Foi ainda autor da tribuna da Catedral de Tournai (1573), na Bélgica.
Como referenciar: Cornelis Floris de Vriendt in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-14 11:48:34]. Disponível na Internet: