corrida de orientação

Modalidade desportiva de ar livre que tem a sua origem na Suécia no ano de 1918 com o Major e Escuteiro E. Killander. O objetivo é realizar um percurso em contrarrelógio, definido por um conjunto de pontos de controlo, marcados num mapa, que terão que ser encontrados pelo praticante. Os pontos estão materializados no terreno por balizas. Os mapas utilizados neste desporto de navegação são muito detalhados, especialmente desenhados para a modalidade.
A corrida de orientação, também conhecida como o "desporto da floresta", corresponde atualmente a uma necessidade que o homem tem de recuperar o contacto com a natureza. Nela, podemos identificar várias vertentes: desportiva (competição), recreativa e educativa.
Na corrida de orientação existe uma série de regras que se prendem com a realização do percurso, os materiais a utilizar e os procedimentos para obter o melhor resultado. Um atleta para realizar um percurso, previamente assinalado no mapa fornecido, deve conhecer:
- todos os sinais que representam os pormenores do terreno no mapa: casas, caminhos, vegetação, cursos de água, linhas elétricas, etc.;
- deve conhecer os sinais da ficha de sinalética que o ajudam a identificar o local preciso onde deve dirigir-se: cruzamento de caminhos, cume de um monte, lado oeste, árvore entre duas rochas, etc.;
- deve saber utilizar uma bússola.
Durante a realização do percurso o atleta deve movimentar-se sempre de acordo com o mapa orientado de forma a conseguir fazer uma associação correta carta/terreno. Exemplo: o atleta está virado para um lago, ao seu lado esquerdo tem um bosque e atrás dele existem as ruínas de uma casa.
Depois de identificar no mapa os pontos que visualizou no terreno, deve colocá-lo de acordo com a disposição real desses pontos.
Chegando a um ponto, que é identificado por uma baliza (bandeirola laranja e branca), deve conferir o código que identifica o ponto (Ex: ponto 1 código FK). De seguida deve marcar o seu cartão de prova com o alicate que existe no local. Este alicate é diferente de ponto para ponto, marcando como um código em picotado o cartão de controlo que é transportado por cada corredor.
A prova prossegue sempre utilizando os mesmos procedimentos. O vencedor é aquele que realiza o menor tempo. Como se trata de uma prova individual os concorrentes saem com intervalos de tempo entre si, isto para evitar que sigam o concorrente da frente. Os pontos devem ser marcados pela sua ordem (Exemplo: um atleta não pode marcar o ponto 2 porque o encontrou primeiro e de seguida marcar o 1).
A corrida de orientação foi dinamizada e divulgada fundamentalmente por militares e por diversos clubes da modalidade. Em Portugal, por exemplo, é tutelada pela Federação Portuguesa de Orientação e existem provas a nível nacional organizadas pelo Inatel, pelas Forças Armadas e pela Federação. À corrida de orientação podem ser associadas outras modalidades (mesmo em competição), como a canoagem, o Ski e o B.T.T. que a tornam mais rica e de âmbito mais alargado.
Como referenciar: corrida de orientação in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-18 05:58:41]. Disponível na Internet: