Cottinelli Telmo

Arquiteto e cineasta português, José Ângelo Cottinelli Telmo nasceu a 13 de novembro de 1897, em Lisboa, tendo falecido a 18 de setembro de 1948, em Cascais, vítima de um acidente de pesca.
Cottinelli Telmo estudou Arquitetura na Faculdade de Belas Artes de Lisboa, tendo completado o curso em 1920. Enquanto estudava arquitetura, começou também a dedicar-se ao cinema, tendo colaborado na realização dos filmes Malmequer e Mal de Espanha, ambos de 1918, realizados por Leitão de Barros e produzidos na Lusitânia-Film.
Muito jovem tornou-se conhecido pelos seus dotes para a arquitetura em 1922 quando desenhou o Pavilhão de Honra da Exposição do Rio de Janeiro. Sete anos mais tarde foi escolhido para conceber o Pavilhão de Portugal na Exposição de Sevilha de 1929. Em 1940 atingiu o ponto máximo da carreira ao ser designado Arquiteto-Chefe da Exposição do Mundo Português, que teve lugar em Lisboa, em Belém, junto ao Rio Tejo. Cottinelli Telmo projetou a Praça do Império e a Fonte Monumental, o Monumento dos Descobrimentos, juntamente com Leopoldo de Almeida, e a Porta da Fundação.
Outras obras importantes de sua autoria foram a fábrica da Standard Elétrica em Lisboa e a Cidade Universitária de Coimbra.
Já desde 1938 era diretor da revista Arquitetos, função que manteve até 1942.
Entretanto, em 1932 havia unido a arquitetura ao seu interesse pelo cinema e construiu, com A. P. Richard, o Estúdio da Tóbis, no Lumiar, em Lisboa. No ano seguinte recorreu ao Tóbis para aí realizar A Canção de Lisboa, um clássico do cinema português que contou com as interpretações de Vasco Santana, António Silva, Beatriz Costa e Manoel de Oliveira, mais tarde um conceituado cineasta. Esta obra tornou-se um modelo do cinema cómico nacional. A Canção de Lisboa foi o primeiro filme sonoro completamente produzido em Portugal.
A junção da arquitetura ao cinema resultou também nos filmes Via, Máquinas e Maquinistas e Obras de Arte, todos de 1937, numa altura em que era arquiteto-adjunto da CP - Caminhos de Ferro Portugueses.
Ligado às Artes Plásticas e às Letras, Cottinelli Telmo foi um dos pioneiros da banda desenhada em Portugal.
Cottinelli Telmo morreu precocemente a 18 de setembro de 1948, vítima de um acidente enquanto pescava em Cascais.
Como referenciar: Cottinelli Telmo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-12 03:47:00]. Disponível na Internet: