críquete

O críquete é jogado num campo com cerca de 20 metros de comprimento e três de largura e em cada ponta há uma espécie de baliza com três postes. Um jogador atira a bola para tentar acertar na baliza mais afastada. Se o conseguir, o batedor, que com um taco tenta afastar a bola dos restantes jogadores de campo, é dispensado. Uma boa jogada acontece quando o batedor, depois de afastar a bola, consegue trocar de posição com o seu companheiro que está na ponta contrária.
Cada jogo divide-se em innings e um jogo de um dia consiste em um innings. Cada equipa tem uma volta a bater a bola e o innings só termina quando dez batedores são dispensados. Contudo, há jogos internacionais que podem durar cinco ou seis dias. O objetivo é fazer mais runs do que a equipa adversária
O taco do batedor mede cerca de 96 centímetros e a bola, com o recheio em cortiça, enrolada em corda e coberta com couro vermelho, pesa entre 156 e 163 gramas e tem uma circunferência de cerca de 22 centímetros. As origens do críquete remontam à Inglaterra do século XIII, havia um jogo em que os rapazes do campo lançavam uma bola, que podia ser uma pedra, com a ajuda de um taco, até uma espécie de baliza, que podia ser o portão de um curral.
O jogo tornou-se popular e respeitava algumas regras, utilizando um campo com cerca de 20 metros, extensão que se encontrava em voga em 1706.
Por volta do século XVII, a bola pesava entre 140 e 170 gramas, tendo-se tornado mais leve em 1774, assim como a sua circunferência foi estandardizada em 1838. Os primeiros tacos eram feitos com ramos de árvores mas a necessidade de bater bolas mais longas levou a um aperfeiçoamento, tendo sido criado pelos atletas de Hambledon um taco mais reto e preciso.
As primeiras referências a um jogo de 11 contra 11 remontam a 1697, em Sussex, onde se apostavam 50 guineas no vencedor. Já em 1709, as seleções de Kent e Surrey defrontaram-se naquele que foi o primeiro jogo entre condados, ao que se supõe já gerido por um conjunto de regras. Contudo, só mais tarde, em 1774, foram escritas as primeiras regras de que hoje em dia se tem conhecimento.
Apesar do críquete estar quase só disseminado nos condados do sul de Inglaterra, chegou a Londres por mão da alta sociedade, que já em 1744 assistiu a um jogo entre o poderoso condado de Kent e uma seleção do resto de Inglaterra. Já nesta altura, as multidões que assistiam aos jogos se envolviam em cenas de pancadaria e desordem.
Até ao início do século XIX, o lançamento da bola era feito abaixo da mão, mas pouco tempo depois os lançadores começaram a atirar a bola a partir de um ponto mais alto, o que provocou algumas discussões, levando a que em 1835 fosse instituída uma regra que limitava o lançamento à altura do ombro. Mesmo assim havia quem desafiasse os limites e levantasse o braço acima do ombro na altura de lançar. Tudo isto levou a que em 1864 passasse a ser permitido lançar a qualquer altura. Entretanto, os batedores começaram a usar luvas e chumaços de proteção para evitar que se magoassem com as bolas.
No início do século XX, graças ao aparecimento de alguns batedores de grande nível, o número de runs por jogo aumentou consideravelmente, fazendo com que esta fosse a era dourada do críquete.
Nesta época, mais concretamente em 1900, o críquete fez parte do programa dos Jogos Olímpicos, disputados em Paris, e nesta participação, até hoje única, a Grã-Bretanha alcançou a medalha de ouro.
O Imperial Cricket Conference foi fundado em 1909 pela Inglaterra, Austália e África do Sul, que se constituiu como a primeira associação mundial de críquete. Mais tarde, em 1965 surgiu a International Cricket Conference, à qual se juntaram a Nova Zelândia, Índia e Paquistão.
Hoje em dia, o críquete, para além de ser disputado nas ilhas britânicas, é também muito popular em algumas ex-colónias da coroa, onde chegou na era colonial, como Austrália, Nova Zelândia, Paquistão, Índia, África do Sul, Zimbabwe, etc.
Como referenciar: críquete in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-15 02:54:47]. Disponível na Internet: