crotalária

Designação vulgar de plantas herbáceas ou subarbustivas do género Crotalaria, da família das Fabáceas, e distribuídas por cerca de 600 espécies.
As crotalárias encontram-se espontaneamente nas regiões tropicais e subtropicais. O maior número encontra-se no continente africano.
As plantas do género Crotalaria são anuais, bienais ou perenes, que podem atingir cerca de três metros de altura. Possuem folhas simples ou compostas, alternas, geralmente com estipulas foliformes.
As flores são hermafroditas e irregulares (zigomórficas). Podem ser solitárias, mas geralmente dispõem-se em cachos axilares, terminais ou opostos. O cálice é gamossépalo, em geral pentalobado e, por vezes, bilabiado. A corola é papilionácea, em geral, de cor amarela, com estandarte orbicular, asas com pregas e quilha incurvada. O androceu apresenta dez estames, monodelfos. O gineceu é monocarpelar. O ovário é súpero, com dois a numerosos óvulos.
O fruto é uma vagem globosa ou oblonga, túrgida e deiscente.
São espécies de crotalárias a Crotalaria retusa e a Crotalaria juncea, fornecedoras de fibras utilizadas no fabrico de cestos e de cordas; a Crotalaria spectabilis, que é utilizada como forragem e a Crotalaria capensis, originária da África do Sul, que é utilizada como planta ornamental.
Como referenciar: Porto Editora – crotalária na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-18 09:59:06]. Disponível em