custos variáveis

Dentro dos custos totais suportados por um determinado agente económico, designadamente a empresa, deve distinguir-se a existência de custos variáveis e de custos fixos. Estes últimos, também denominados de custos de estrutura, correspondem ao volume de custos associados à dimensão e estrutura da empresa, não variando de acordo com o seu volume de atividade (medido pela produção ou pelas vendas).
Os custos variáveis, em oposição aos custos fixos, caracterizam-se pelo facto de serem função da atividade da empresa, com a qual variam de determinada forma, normalmente positiva. Assim, uma empresa que num determinado período tenha atividade nula não suportará quaisquer custos variáveis; verificando-se uma evolução dessa atividade, os custos variáveis evoluem no mesmo sentido. A forma que assume a relação entre os custos variáveis e a produção/venda que lhes dá origem varia de empresa para empresa, de acordo com vários fatores. Desde logo, e no âmbito da regra dos rendimentos marginais decrescentes (segundo a qual a variação nas quantidades produzidas decresce, sob determinadas condições, à medida que aumenta a utilização de um determinado fator produtivo variável), o peso dos custos variáveis depende do nível a que se situe a produção. Para além disso, a relação entre produção e custos variáveis depende também da evolução das técnicas utilizadas e do ritmo das várias operações que participam na produção.
De entre os custos variáveis que as empresas suportam na sua atividade merecem especial destaque os seguintes: compras de matérias-primas ou mercadorias, energia, comissões pagas aos vendedores e as despesas associadas à distribuição dos produtos.
Relativamente aos custos com a mão de obra, é importante referir que a sua consideração como custos variáveis ou custos fixos não é unânime. De facto, os custos com os salários deverão ser considerados como variáveis quando se verifica um elevado grau de flexibilidade ao nível da gestão do pessoal. Concretamente, só nas situações em que se verifica a existência de uma legislação laboral que facilite a mobilidade dos trabalhadores, conjuntamente com um ativo e flexível mercado de trabalho, é que se pode considerar os custos com pessoal como puramente variáveis. Nos outros casos, nomeadamente quando a contratação de pessoal se baseia em contratos de longo prazo, estes custos são normalmente considerados fixos.
Como referenciar: custos variáveis in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-17 10:39:36]. Disponível na Internet: