D. Estefânia de Hohenzollern-Sigmaringen

Rainha de Portugal, era filha do príncipe Carlos António de Hohenzollern-Sigmaringen e de Josefina de Baden, a princesa Estefânia Frederica Guilhermina Antónia de Hohenzollern-Sigmaringen nasceu em Sigmaringen, na Alemanha, a 15 de julho de 1837 e faleceu em 1859.
Por conselho da rainha Vitória de Inglaterra, sua parente, casou-se a 8 de dezembro de 1857 por procuração com o rei D. Pedro V de Portugal. Como representante deste estava o conde do Lavradio, e a representar o rei da Prússia (Frederico Guilherme IV, líder da casa de Hohenzollern), o ministro Luís de Massow. A 29 de abril de 1858 realizou-se a cerimónia religiosa na igreja de Santa Edviges, em Berlim. D. Pedro V foi representado pelo príncipe Leopoldo de Hohenzollern-Sigmaringen. A 17 de maio de 1858 D. Estefânia, acompanhada pelo príncipe Leopoldo de Hohenzollern-Sigmaringen, chegou a Lisboa na corveta Bartolomeu Dias e o casamento foi ratificado nesse dia na igreja de S. Domingos, com grandes aclamações populares.
Faleceu catorze meses depois, a 17 de julho de 1859, vítima de uma angina diftérica que contraiu quando visitou Vendas Novas.
O rei D. Pedro V cumpriu o desejo expresso pela rainha e mandou fundar um hospital com o seu nome em Lisboa, o D. Estefânia. Esta rainha era muito devota, tendo fama de ter sido muito bela e instruída.
Como referenciar: D. Estefânia de Hohenzollern-Sigmaringen in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-11-20 11:57:23]. Disponível na Internet: