D. João e a Máscara

Fábula trágica de António Patrício, publicada em 1924. Nesta peça, o autor nega qualquer finalidade para a vida que não lhe seja intrínseca e toma o amor como o modelo dos sentimentos humanos, exprimindo um forte apego àquilo que no próprio amor não se pode realizar, revelado pela insaciabilidade do protagonista. O drama constitui-se como uma fábula em que a morte e a saudade são temas sempre presentes, afirmando a efemeridade das vivências e dos sentidos.
Como referenciar: D. João e a Máscara in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2021. [consult. 2021-01-27 17:55:23]. Disponível na Internet: