Dário de Melo

Escritor, jornalista e professor angolano nascido a 2 de dezembro de 1935, em Benguela, Angola.
Exerceu várias profissões como a de docente, inspetor escolar, editor no Instituto Nacional do Livro e do Disco e funcionário do ministério da Informação. Enquanto jornalista, trabalhou na rádio, foi diretor da Voz do Bié, em 1972, da Tveja (Revista de Televisão Pública de Angola), em 1983, do Jornal de Angola e do Correio da Semana (que fundou juntamente com Manuel Dionísio), em 1991, e do jornal Jango, em 1992. Para além destas funções, publicou diversos artigos na imprensa.
Dos 18 títulos publicados, na área da literatura infanto-juvenil, destaca-se Estórias do Leão Velho (1985), Vou Contar (1988), Aqui, mas do Outro Lado (2000) e As Sete Vidas de um Gato (2002), com o qual obteve o prémio PALOP 98 de Língua Portuguesa de Literatura Infantil. Publicou também um livro de poesia, intitulado Onda Dormida. É membro da União dos Jornalistas Angolanos e da União de Escritores Angolanos da qual já foi presidente da Assembleia Geral (1992-1994).
Como referenciar: Dário de Melo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-10 16:24:08]. Disponível na Internet: